fbpx
25 de setembro de 2020

Esta é uma clássica história rítmica de roda que as crianças adoram tanto escutar quanto representar.

Quando conto (ou seria canto?) essa história, repito diversas vezes até que todas as crianças tenham participado ao menos uma vez da encenação como um dos personagens principais. Em pouco tempo todas as crianças já aprendem a música toda e cantam juntas empolgadas. Para a representação eu uso uma coroa de princesa para a Rosa juvenil, uma coroa de rei para o rei e um chapéu de bruxa.

A LINDA ROSA JUVENIL

A linda Rosa juvenil, juvenil, juvenil. A linda Rosa juvenil, juvenil.

Vivia alegre no seu lar, no seu lar, no seu lar. Vivia alegre no seu lar, no seu lar.

Um dia veio a Bruxa má, muito má, muito má. Um dia veio a Bruxa má, muito má.

E enfeitiçou a Rosa assim, bem assim, bem assim.  E enfeitiçou a Rosa assim, bem assim.

-Não há de acordar jamais, nunca mais, nunca mais. Não há de acordar jamais, nunca mais.

O tempo passou a correr, a correr, a correr. O tempo passou a correr, a correr.

O mato cresceu ao redor, ao redor, ao redor. O mato cresceu ao redor, ao redor.

Um dia veio um lindo Rei. Lindo Rei, lindo Rei. Um dia veio um lindo Rei. Lindo Rei.

E despertou a Rosa assim, bem assim, bem assim. E despertou a Rosa assim, bem assim.

Batamos palmas para o Rei, para o Rei, para o Rei. Batamos palamas para o Rei, para o Rei!!!

Batamos palmas para a Rosa, para a Rosa, para a Rosa. Batamos palmas para a Rosa, para a Rosa!

FIM

Como essa história participativa já é uma música, ao invés de sugestão de música para abrir a história vou deixar o link da história cantada para quem não souber, ou não lembrar, o ritmo da mesma.

….ATIVIDADE….

Vamos fazer lindas coroas?

Para fazer as coroas cada criança precisa de um retângulo de cartolina que seja um pouco maior do que a circunferência da sua cabeça.

A própria criança pode recortar um dos lados compridos do retângulo em triângulos, oriente a fazer um triangulo maior no centro.

Deixe a criança pintar e enfeitar a coroa com colagens.

Agora basta o adulto fechar o retângulo formando a coroa com o tamanho da cabeça da criança. Pode unir os dois lados menores da coroa grampeando, colando ou usando durex.

Boa diversão!

Gostou?

Siga nosso Jardim aqui no site e nas redes sociais:

Instagram: Jardim_de_histórias

Facebook: Jardim de Histórias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *